31 de dezembro de 2009

Celebration toast with champagne Royalty Free Stock Photo


UM BRINDE AO ANO QUE SERÁ O ANO DA SUA VIDA.

É O QUE DESEJAMOS. É O QUE QUEREMOS.  É O QUE ACONTECERÁ. BASTA VOCÊ ACREDITAR!

EM 2010, ESTAREMOS AQUI, INFORMANDO E APRENDENDO CADA VEZ MAIS.




29 de dezembro de 2009


Fotos: Divulgação/ Record

Fotos: Divulgação/ Record

Como já é de praxe durante o programa "O Melhor do Brasil", da Record, Rodrigo Faro vai se fantasiar e realizar mais uma de suas hilárias performances durante o quadro "Vai dar Namoro" caso role um "beijão". A fantasia da vez será de Genival Lacerda, cantor paraibano autor de canções como "Severina Xique Xique", "De quem é esse jegue?" e "Radinho de Pilha".

Durante o "O Melhor do Brasil" do próximo sábado (2 de janeiro), Rodrigo Faro recebe ainda Mendigo (Carlinhos da Silva) e Vanessa Gerbelli, que vão enfrentar Bruno Padilha e Simony no quadro "Foras e Furos".

dejavu-faro-melhor550
A atração musical de "O Melhor do Brasil" será a banda Djavú, que interpretará diversos sucessos do tecno-brega. O programa apresentador por Rodrigo Faro vai ao ar às 17h15, na Record.

27 de dezembro de 2009


O Natal pode ter acabado mais a Grande Queima de Estoque que o SUBMARINO está promovendo mostra que pode-se ter vantagem comprando-se depois do Natal. Aproveite porque neste site tem ofertas imperdíveis. Eu comprei uma lavadora de roupas Brastemp por um preço show de bola. Veja algumas ofertas:

Grande queima de estoque Submarino


OS MELHORES CDS E DVDS VOCÊ ENCONTRA NO SUBMARINO


O ator e apresentador Rodrigo Faro terá mais um trabalho na Record em 2010. De acordo com a coluna 'Zapping', assinada por Alberto Pereira Jr., além de apresentar as atrações em 'O Melhor do Brasil' e a terceira temporada de 'Ídolos', ele será o protagonista de uma comédia romântica que será produzida pela emissora, ainda sob sigilo.

Faro também estará em janeiro no cinema para dublar o papel-título de 'Astro Boy'.



OS MELHORES CDS E DVDS VOCÊ ENCONTRA NO SUBMARINO

24 de dezembro de 2009


Estamos sempre online para trazer o melhor conteúdo e informação para vocês, nossos leitores.  Desejamos então um ótimo Natal, com toda a paz, amor, felicidade e saúde que você merece.

A Chakalat.net continuará trabalhando para trazer fatos e informações sobre o seu assunto favorito.

Muita paz e amor!!!

19 de dezembro de 2009



Arquivo

 

 

Rodrigo Faro diz que tem que ser muito macho para se vestir de mulher na TV. O apresentador de "O melhor do Brasil" conta também que já deu autógrafo até em velório. Confira! 

—Que tipo de gracinha você escuta por aparecer vestido de mulher no "Vai dar namoro"? 

— Que tem que ser muito macho para colocar um maiô e ainda aparecer dançando na televisão. Quando imitei a Beyoncé, meus amigos me deram os parabéns e disseram que nunca teriam coragem de fazer aquilo.

—Você é do tipo de convidado que sai da festa infantil com um pratinho de bolo e docinhos, ou acha a atitude "uó"?

— Sou comilão. Sempre faço isso. Geralmente, nem peço. Escondo na bolsa das minhas filhas. 

—Você já dormiu sem tomar banho?

—Já! Ontem mesmo. Cheguei da gravação tarde, eram 2h da manhã.

— Qual o lugar mais estranho em que já lhe pediram um autógrafo?

— No velório de um diretor da Globo. A menina me viu, deu um berro e pediu um autógrafo.

— O que você deixou de fazer depois que virou pai porque era um mau exemplo para as crianças?

— Sempre comi muita porcaria. Bala, doce... Tive que dar uma segurada. 

— Você era nerd ou pegador na adolescência?

— Nerd. Na verdade, fiquei bonito depois que fiz TV (risos). Comecei a apresentar um programa aos 13 anos e tudo  mudou. A fama deixa a gente bonito. 

— O que o público não sabe sobre você? 

— Que eu tenho uma claustrofobia punk. Já deixei o carro num túnel porque o trânsito não fluía e começou a me dar desespero.

— Já tirou proveito da fama para furar a fila de banco ou restaurante?

— No início, sim. Em vez de pegar fila no banco, chegava no gerente e falava: "Tenho uma gravação daqui a pouco". Não faço mais.

13 de dezembro de 2009


 
Divulgação
Rodrigo Faro apresenta o programa 'O Melhor do Brasil'
 Últimas de Cinema & DVD
Busca
Busque outras notícias no Terra:
Embora o filme tenha ficado abaixo das expectativas nos Estados Unidos, a versão americana de Astro Boy, um clássico do mangaká japonês Osamu Tezuka, chega aos cinemas do Brasil no dia 22 de janeiro, com voz de Rodrigo Faro, apresentador do programa O Melhor do Brasil.

O ator interpreta o personagem central, um menino robô que luta pelo bem da humanidade.

Quem distribui o filme no país é a Paris Filmes - mesma que trouxe CrepúsculoLua Nova. 

11 de dezembro de 2009





Além de ator e apresentador, Rodrigo Faro investe agora em uma nova carreira, a de dublador. Na animação "Astro Boy", ele empresta sua voz para o menino-robô que tem superpoderes. O clássico personagem foi criado por Osamu Tezuka, o pai do mangá. O filme tem estreia prevista para o dia 22 de janeiro no Brasil. 

No mundo futurista de Metro City, uma metrópole reluzente no céu, o genial cientista Dr. Tenma cria Astro Boy para substituir o filho que ele perdeu, programando a sua criação com a melhor das características humanas e seus valores, bem como dando a ele superpoderes extraordinários. Expulso quando ele não consegue cumprir as expectativas do pai em luto, Astro Boy tem um duplo desafio pela frente: aprender a conviver como um robô e encarar que não é um ser humano, enquanto tenta salva a cidade de uma terrível ameaça.

9 de dezembro de 2009



Edu Moraes / Divulgação / TV Record

 

Na gravação do próximo "O melhor do Brasil", Rodrigo Faro recebeu uma ajudinha extra ao incorporar Gretchen no quadro "Vai dar namoro". A própria cantora apareceu no palco para dançar com ele os clássicos "Conga" e "Je suis la femme".

4 de dezembro de 2009


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Como de costume, Rodrigo Faro vai pagar um mico a cada vez que os casais do quadro "Vai Dar Namoro" derem um beijão. Depois de dançar Beyoncé e imitar Ney Matogrosso, neste sábado, 5, o apresentador vai cantar os maiores sucessos da banda Mamonas Assassinas. Para pagar o mico, Faro veste um figurino inspirado no de Dinho, vocalista da banda.

29 de novembro de 2009



Foto Edu Moraes / Divulgação / Record

 

 Desde que começou a fazer imitações para garantir beijos mais ardentes no quadro "Vai dar namoro" do "Melhor do Brasil", Rodrigo Faro não tem mais sossego. É um tal de provar umas roupas esquisitas aqui, ensaiar coreografias ali. "Minha vida virou uma loucura! Antes de começar a gravar,passo a dança com as bailarinas atrás do palco. E quando acaba, saio moído", brinca Faro que pesquisa vídeos de referências de seus "homenageados".

 

Foto Edu Moraes / Divulgação / Record

 

O que começou como uma brincadeira despretensiosa se transformou numa megaprodução com direito até a figurino especial (antes de virar febre, Faro só dançava) e trilha sonora variada.

 

Foto Edu Moraes / Divulgação / Record

 

O apresentador, que antes não chegava a ficar meia hora se arrumando, agora, passa mais do que o dobro de tempo para fazer sua caracterização. "Sou um comunicador e não me importo em pagar mico. Não quero ser o apresentador engomadinho, que não se aproxima do seu público, que fica ali distante".

 

Foto Edu Moraes / Divulgação / Record

23 de novembro de 2009


A edição do último sábado (21) de "O Melhor do Brasil" atingiu excelentes índices de audiência para a Record. O programa de Rodrigo Faro conquistou a vice-liderança isolada no ranking do Ibope.
 
 
 
Rodrigo Faro dança Macarena em "O Melhor do Brasil": programa bate recorde do ano
 
 
Exibida entre 17h14 e 20h57, a atração fechou com 11,5 pontos de média com picos de 19. Em seu momento de pico, o "Jornal Nacional", da Globo, estava marcando 21 pontos. 
 
Essa foi a melhor marca de "O Melhor do Brasil" desde o início da direção de Rita Fonseca - que substituiu Leonor Correia, hoje no SBT - e a melhor de todo o ano de 2009.
 

21 de novembro de 2009

Depois de incorporar personalidades como Ney Matogrosso e a cantora pop Beyoncé, cada vez que sai um "beijão" no quadro Vai dar Namoro, agora Rodrigo Faro vai dançar Macarena, em O Melhor do Brasil, da Record.

Para interpretar o clássico, o apresentador contou com a ajuda de duas duplas de dançarinos, que o ajudaram com a coreografia.

Ele ainda entrou no clima latino, usando calças largas, camiseta regata e algumas tirar coloridas no braço, para dar um efeito mais alegre à dança.

O programa vai ao ar no sábado (21), a partir das 17h.

15 de novembro de 2009



faro-matogrosso1

31 de outubro de 2009



 Carlos Zambrotti/AgNews

28 de outubro de 2009


Esse blog estréia hoje com uma nova cara, com algumas novidades. 

A primeira delas e acho que será a mais bacana será a do seguidores. Quem quiser agora, pode seguir o blog diretamente, seja pelo "Seguidores" do google, seja pelo Twitter.

Informação sobre o Rodrigo agora não irá faltar. 

Você também pode receber notícias não só do Rodrigo, como de outros famosos. É só assinar a newsletter e receber no seu email, uma mensagem por dia que te atualiza de tudo o que acontece. 

O blog ficou mais leve, menos poluído e pronto para ser navegado. Espero que tenha gostado. 

Qualquer dúvida é só entrar em contato. 

Abraço da editora do Blog, 

Dani

20 de outubro de 2009



Jabá!

9 de outubro de 2009

Finalistas do programa Ídolos estão confinados em mansão

 

Na quarta-feira (7), a emoção rolou solta mais uma vez no programa Ídolos, da Record. Depois de escolherem os seis finalistas do sexo masculino, foi a vez das seis mulheres serem eleitas. 

A partir desta quinta-feira (8), os 12 finalistas intitulados de Top 12 entram na mansão Ídolos, para enfrentar uma dura preparação. Isto inclui uma rotina puxada de ensaios e preparações vocais e corporais. Tudo para impressionar os jurados Paula Lima, Marco Camargo e Luiz Calainho. 
 
A casa, com quatro quatros, tem estúdio e uma preparadora vocal, para que os candidatos a ídolo possam estudar e ensaiar as músicas. Mas, antes de subirem ao palco, os candidatos terão também uma preparadora corporal.

A partir de agora, na fase intitulada Concertos, os candidatos vão se apresentar às terças-feiras e a eliminação será às quartas, anunciadas pelo comandante da atração, Rodrigo Faro. Vale lembrar que, nesta fase, a decisão caberá ao público.

Até a grande final, em 16 de dezembro, a cada semana, uma pessoa será eliminada. 

Durante os dois meses de confinamento na mansão, os participantes não poderão receber visitar e muito menos telefonemas de familiares ou amigos. Isso significa que podem rolar intrigas e muitas emoções, na disputa para saber quem será o próximo ídolo brasileiro da música.

Confira abaixo quem são os Top 12:

- Diego Moraes, 23 anos, de Campinas/SP. Cantou Metamorfose Ambulante, de Raul Seixas
- Marcos Paulo, 19 anos, de Manaus/AM garantiu a vaga com a música Não Precisa Mudar, de Ivete Sangalo e Saulo.
- Saulo Roston, 20 anos, de São Paulo, que no ano passado não conseguiu classificação para a final, mostrou evolução e garantiu a vaga cantando Como Vai Você, de Roberto Carlos. 
- Evandro Elias, 25 anos, do Jacarezinho/RJ, conquistou a quarta vaga para a final com a música Alma Gêmea, de Fábio Jr.
- Marcos Duarte, 25 anos, de Santa Quitéria, no interior do Ceará, cantou Nosso Amor é Ouro, de Zezé Di Camargo e Luciano, e garantiu a quinta vaga.
- Júlio César, 21 anos, de Sapopemba/SP, garantiu a última vaga com a canção Coleção, de Cassiano. 
- Hélen Bitencourt, 18 anos, de Curitiba / PR, cantou Você Me Vira a Cabeça, sucesso de Alcione e composição de Chico Roque e Paulo Sérgio Valle
- Danielle de Morais, 25 anos, de Belo Horizonte / MG, cantou Amor Perfeito, sucesso de Roberto Carlos e autoria de Michael Sulivan e Paulo Massadas
- Priscila Borges, 26 anos, de São Vicente / SP, cantou Elevador, canção de Ana Carolina
- Thais Ferraz, 19 anos, de Barueri / SP, cantou Cabide, composta por Ana Carolina
- Taissa de Araujo, 24 anos, do Rio de Janeiro / RJ, cantou O Que É o Amor, de Tonico e Tinoco
- Raquel Soares, 23 anos, de Itaguaí/ RJ, cantou Só Por Você, sucesso de Guilherme & Santiago. 

13 de setembro de 2009



 

Quando trocou a Globo pela Record, no ano passado, Rodrigo Faro tinha acabado de fazer sucesso na pele de Tainha, um pescador pra lá de bronco em "O profeta". Ao não ter o contrato renovado, encontrou na emissora concorrente a chance de, finalmente, realizar um desejo antigo: tornar-se apresentador. Houve quem o aconselhasse a não dar um passo tão incerto, mas Rodrigo não desistiu. Nem mesmo quando teve que substituir Marcio Garcia à frente do "Melhor do Brasil" por quase a metade do salário do titular (algo em torno de R$ 70 mil). 
Pouco mais de um ano depois, o substituto virou a prata da casa. Tanto o programa de sábado quanto o bem-sucedido "Ídolos" dão a almejada audiência de dois dígitos. Quando a dança das cadeiras entre os apresentadores do SBT e Record começou, Rodrigo foi chamado para um café com os patrões e saiu com um contrato que vai até 2017. 
— Antes só me chamavam pelo nome do personagem que estava fazendo. O público era carinhoso se meu papel fosse o do bonzinho. Hoje, sou reconhecido como o Rodrigo — avalia. 
Perguntado se já está rico, Rodrigo, que está com 35 anos, é de uma franqueza que pouco se vê no meio artístico: 
— Estou, sim. Se quisesse, poderia parar de trabalhar hoje. Construí um bom patrimônio, ralei muito quando tinha que ficar longe da minha família para complementar o salário. As pessoas parecem ter vergonha ou medo do Imposto de Renda ao se assumirem bem-sucedidas. 
No papel de si mesmo, Rodrigo tem realmente se saído bem. De alguns sábados para cá, passou a pagar um mico atrás do outro quando rola o beijo entre os encalhados do quadro "Vai dar namoro". Num destes, dançou como Jennifer Beals em "Flashdance" e chegou a imitar Elvis Presley e Sidney Magal: 
— Começou com uma brincadeira e agora já é obrigatório, as pessoas gostam de ver a gente em situações meio ridículas, né? 
Do velho formato com Marcio Garcia, sobrou apenas o quadro do namoro. Rodrigo, porém, faz questão de frisar que nada é mais como antes: 
— Acho que conseguimos deixar o programa mais com a nossa cara. 

Viciado no ponto a ponto 
Rodrigo sonha, claro, com o dia em que possa fazer "O melhor do Brasil" ao vivo. Mas sabe que a logística seria bastante complicada. 
— Se tivesse um programa como o do Faustão, por exemplo, daria. Mas a gente tem muitas trocas de cenário que seriam impossíveis de fazer em menos de cinco minutos. A partir das próximas semanas, tenho o gostinho do ao vivo no "Ídolos", nas apresentações dos selecionados — explica. 
A carreira de apresentador — que começou no "ZY Bem Bom", da Band, após a saída dele do grupo Dominó — trouxe a Rodrigo um vício: 
— Lógico que fico ali no ponto a ponto (que mede minuto a minuto as alterações no Ibope). Isso é uma praga! Acesso de qualquer lugar, com um login e senha, de qualquer computador. Por ali, sei o que está agradando e o que podemos trabalhar melhor. Se me deixar, fico medindo a audiência de todos os programas da TV brasileira. 

Cercado por elas 
Rodrigo adora trabalhar em equipe. E o mais curioso: ela é composta quase que 90% por mulheres. A começar pela diretora do programa Rita Fonseca, que entrou em campo no lugar de Leonor Corrêa, que mudou-se para o SBT na bagagem de Eliana. 
— Olha, vou dizer uma coisa que parece soar como coisa de quem é apenas politicamente correto... Mas as mulheres têm uma inteligência superior a de nós, homens. A sensibilidade com que tratam qualquer assunto é necessário ao programa, que é acompanhado por mulheres em sua maioria — justifica o apresentador: — São elas que salvam uma pauta, que evitam que a gente ultrapasse o limite do bom senso. Eu adoro ser chefiado por mulher. 

Nada de sexo na zona 
Coisa de quem foi criado no meio delas. Mais especificamente pela mãe e a avó, já que o pai faleceu quando Rodrigo tinha apenas 8 anos. O príncipe da casa nunca foi tratado como tal. Ralava desde cedo e conversava abertamente sobre tudo. Absolutamente tudo. — Não fui aquele garoto que descobriu o sexo na zona, aos 13 anos, levado pelo pai. Todas as minhas dúvidas foram tiradas com minha mãe, que me deu uma noção muito bacana do universo feminino e do corpo da mulher — conta. 
Ironia do destino, vai saber, Rodrigo tem três mulheres sob sua guarda: a mulher, a modelo Vera Viel, e as filhas, Clara e Maria. Com Vera, já são 12 anos de relacionamento, entre namoro e casamento, que, segundo o moço, não teve altos e baixos em função de sua profissão e do assédio que ela proporciona. 
— A Vera já foi bem ciumenta. Muito, até. Mas nunca tivemos problemas por conta disso. Somos caseiros, não curtimos baladas. Poxa, a Vera dorme às 22h e eu à meia-noite (risos). Trabalho muito e tudo o que eu mais quero ao fim de uma jornada é voltar para a casa e ficar com minha família. Não tem espaço para traição — garante. 

Ele chora, sim! 
À primeira vista, pode-se imaginar que todo esse discurso de "bom moço criado pela avó" seja um tanto demagogo. Rodrigo poderia ser classificado como aquele homem "fooofo", ou até meio fora de moda, já que fala sobre e demonstra sentimentos num mundo em que escondê-los soaria melhor. Afinal, estamos falando de uma pessoa pública, alguém famoso, que do outro lado da tela parece inatingível. 
— Outro dia, me disseram que eu não podia chorar ou me emocionar com algum candidato do "Ídolos". Cara, não sou uma máquina. Não vou segurar uma emoção verdadeira. Quem me conhece, sabe que aquele cara na TV sou eu mesmo. Não tem ensaio, roteiro ou interpretação para fazer o que eu faço. Sou 100% eu — afirma. 
Rodrigo credita a boa fase a essa forma humana de apresentar seus programas. Quem o assiste consegue enxergar algo de genuíno ali: 
— Quando as pessoas falam comigo na rua e veem que sou o mesmo que assistem durante quatro horas no sofá, ficam felizes. Sou fiel a esse público assim como ele tem sido a mim. 

Laços de família 
Até os monges tibetanos, em determinado momento, devem ter lá seu momento de ira. Que controlam com muitos mantras, claro. Mas o que tira Rodrigo dessa redoma de tranquilidade? 
— Não me deixe com fome, que viro um monstro na sua frente. Meu humor muda seriamente, fico péssimo — entrega. 
Com um pouco mais de papo, descobre-se ainda que o moço é bagunceiro ("Só um pouco. Aprendi a me organizar quando morei sozinho") e que chega a desconcentrar os colegas antes de gravar ("Já tomei muita bronca por conta disso"). 
OK. Nada que desconstrua o mito. Para completar, Rodrigo curte até colocar laços de fita nos cabelos das pimpolhas. 
— Já quis muito ser pai de menino, mas nem sei como seria... Hoje conheço todas as bonecas que existem no mercado.

8 de setembro de 2009


Pelo jeito, o animador Rodrigo Faro, tão cedo, não voltará a fixar residência no Rio de Janeiro, tanto que após renovar contrato com a Rede Record até 2017, colocou à venda sua residência na capital carioca.No comando de "O melhor do Brasil" e "Ídolos", Rodrigo não viu a necessidade de  continuar com uma propriedade em outro estado. Está à procura de um comprador.



Veja mais:

Vagas para atores. Veja!

Acesse o twitter dos famosos e celebridades.

Clique e tenha celulares com descontos de até R$ 300,00

26 de agosto de 2009


Rodrigo Faro chegou à Record no ano passado, como uma aposta conveniente - ele havia rompido com a TV Globo e era uma opção barata para substituir Márcio Garcia à frente do "Melhor do Brasil". Hoje, a história é outra. Prata da casa, firmou-se como apresentador, tem dois programas, status e novo contrato até 2017.

"Hoje, digo que estou realizado. Faço o que eu gosto, do meu jeito. Quem me conhece sabe que sou assim, falo assim, gosto de gente, de me relacionar", resume o apresentador de 35 anos, que passou a conciliar "O Melhor do Brasil", aos sábados, com a segunda temporada de "Ídolos".

No reality musical, Rodrigo tem liberdade para brincar com os participantes, torcer por eles, contar as suas histórias. "Ler o teleprompter e sorrir é fácil", diz ele, em alfinetada rara, já que cultiva o bom-mocismo no discurso. "Me envolvo, rio e choro com as pessoas. Gosto de me igualar a elas, perder a distância que teria um apresentador comum. Eu brinco, mas mantenho o respeito. A intenção não é fazer rir."

Espelhado em Silvio Santos e Gugu Liberato - seus exemplos de "animador, não apresentador" -, Rodrigo não se constrange com as várias horas que passa na fila de candidatos, nas peregrinações às casas dos participantes e com torcidas melosas: "Já chorei em eliminação e todo mundo da produção veio me falar que apresentador não chora. E quem foi que disse isso?", questiona. "E eu choro mesmo", reforça.

Hoje, a rotina do apresentador é muito diferente da que mantinha na Globo, onde participou de oito novelas durante nove anos de casa. "Lá, me disseram que eu tinha de ser somente ator e isso sempre me incomodava", lembra Rodrigo, que chegou a gravar alguns programas do extinto "Fama", de formato parecido com o reality da Record. Não saiu do experimentalismo e acabou ficando de lado.

"Foi uma decisão unilateral. Tinha dois anos de contrato, mas rescindi. Meu sonho já era ser apresentador. Lá, eu não seria." Sua chegada à Record, em março de 2008, foi cercada de medo. "Me chamaram em outubro e passei meu fim de ano com um trevo na cabeça, sem direção", lembra o apresentador. Fechou contrato em março de 2008 e, no mês seguinte, tomou as rédeas de "O Melhor do Brasil".

"Muita gente me aconselhou a não ir, porque a comparação com o Márcio seria grande. E o cara é bom, é famoso. Era um desafio enorme, mas topei." Topou e aceitou a empreitada mesmo sem ganhar o salário do antecessor.

Em sua primeira semana com o microfone na mão, Rodrigo alcançou um feito até então inédito no semanal: 16 pontos de audiência. No quadro da paquera, elevou em dois pontos a média do ibope, entre 10 e 11, com picos frequentes de 14 pontos. O Vai Dar Namoro é o último quadro do programa e coincide com o horário de telejornal e de novelas nas emissoras concorrentes.

"Na verdade eu só melhorei uma coisa que já era boa com o Márcio", minimiza. No quadro, seu preferido no programa, dá vazão a outra carreira adormecida. "Já recebi propostas de gravadoras para gravar CD. É um plano que posso aceitar", aponta, saudoso da época de adolescência, quando liderava um grupo musical. "Não é uma aventura. Cantar é algo que sei fazer e sempre cultivei. Agora, só falta tempo." 

23 de agosto de 2009

Rodrigo Faro e a esposa, Vera Viel, na estreia de Ídolos Foto: Celso Akin/AgNews



A busca de um novo talento da música brasileira teve início nessa terça-feira (18). A nova temporada deÍdolos recebeu 37 mil inscritos em cinco cidades do Brasil: São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Fortaleza e Belo Horizonte.

Para comemorar a estreia, a Record promoveu uma festa no Buddha Bar, na Villa Daslu, em São paulo. Rodrigo Faro, que comanda a apresentação do reality, chegou acompanhado da esposa, Vera Viel, e do irmão, Danilo Faro.

Os jurados Paula Lima, Marco Camargo e Luiz Calainho, também marcaram presença no evento.

O primeiro programa mostrou as audições em Fortaleza e está em busca de 24 cantores que vão disputar as 12 vagas de semifinalistas.

Rodrigo contou a fórmula de Ídolos. "O público gosta dos extremos. O sucesso do programa se deve aos fenômenos que aparecem lá e também aos sem noção", disse o apresentador.



DICAS DA DANI:

PERFUME QUE ELE USA. VEJA!
ALUGUE E COMPRE DVD. VEJA AQUI
COMPUTADOR COM EXCELENTE CONFIGURAÇÃO. IMPERDÍVEL!

13 de agosto de 2009

Rodrigo Faro e jurados apresentam a 2ª edição de Ídolos

 partir da próxima terça-feira (18), Rodrigo Faro novamente vai acumular duas funções. Além de apresentar O Melhor do Brasil, ele vai comandar a nova edição do reality show Ídolos, da Record.

"Vou trabalhar um pouco mais, ter que me ausentar de casa... Viu, amor, eu sei que você já sabe e me entende! (disse Rodrigo para a mulher Vera Viel) Mas, eu adoro este acúmulo de funções, e eu amo minha profissão. Estou muito feliz", declarou Rodrigo, sob o olhar atento de sua mulher.

Admiradora do marido, Vera sentou na primeira fila da coletiva de imprensa, realizada na manhã desta quarta-feira (12), na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo, para apresentar a segunda temporada do programa.

Ao lado de Rodrigo, os jurados Paula Lima, Luiz Calainho e Marco Camargo comemoravam a explosão de inscritos: 37. 100.

"O sucesso da primeira temporada trouxe muitas pessoas para concorrerem nesta segunda edição, assim como na terceira esperamos superar ainda mais", contou Rodrigo, muito animado e ansioso para a estreia.

O apresentador e os jurados percorreram mais de 8 mil km em 40 dias de estrada, por cinco capitais brasileiras, e ouviram mais de 200 horas de audições nas capitais Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Fortaleza (CE), São Paulo e Rio de Janeiro.

"Fiquei feliz e muito arrepiada, ao reviver as emoções que vivemos nas audições deste ano. Descobrimos talentos incríveis, e senti que os candidatos estão mais maduros e profissionais", falou a cantora, que exibe seu novo visual, sem tranças e com cachos.

O diretor-geral Wanderley Villa Nova e a diretora artística Fernanda Telles também participaram da coletiva e deixaram alguns mistérios no ar, mas anunciaram algumas novidades.

"Além de cantar, aqueles candidatos que tocam instrumentos vão poder tocar", revelou Fernanda.

"Em cada cidade, teremos convidados que vão participar da bancada de jurados. No Rio, Fernanda Abreu e Jon Secada já gravaram suas participações", adiantou Wanderlei.

A Record aproveitou a estada de Jon no Brasil, durante o mês de junho, para gravar a participação. O cubano radicado nos Estados Unidos é um dos jurados do Latin American Idol

Os três jurados brasileiros se destacam, cada um, por sua personalidade. Porém, o mais temido é Marco, por falar na lata o que pensa de cada um. 

"Cantar é um dom que nasce com a pessoa. Não adianta estudar canto, se você não tem talento. Vai só gastar dinheiro e tempo. A maioria não canta, e é muito ruim mesmo. E, mesmo que o candidato não saiba, estou sendo o melhor amigo dele ao falar a verdade", disse Marco.

Mais irreverente, Calainho é só elogio ao programa, em 2009.

"Sinto que este ano rola uma energia especial, está mais vibrante. Nós, do júri, já nos conhecemos e estamos mais íntimos e afinados. A indústria da música vive em transição e, descobrir mais um ídolo brasileiro, vai ser emocionante", afirmou Calainho.

Sempre simpático Rodrigo contou que não participa das audições, mas fica lá fora torcendo muito pelos candidatos. "O programa é a minha maior experiência de vida. Emociono-me muito e fico lá fora, sempre esperando por um sim. O meu coração fica apertado. Em 2008, até chorei com algumas eliminações. Eu sei o quanto é difícil, eu mesmo recebi muitos 'nãos' em minha vida. Tento segurar a emoção, mas não consigo", desabafou o paizão de Clara, de quatro anos, e Maria, de um ano e dois meses.

A partir de setembro, o programa passa a ser exibido ao vivo e os 24 aspirantes a ídolos – sendo 12 homens e 12 mulheres -, vão disputar a escolha do público. A grande final está marcada para o dia 16 de dezembro. Ídolos estreia dia 18 de agosto às 23h

DICAS DA DANI


SÓ PARA MULHERES. OPINE E CONCORRA A UMA TV LCD

CELULARES EM OFERTA. APROVEITE!

OFERTAS DE CAMERAS DIGITAIS, NOTEBOOK, E OUTRAS COISINHAS. CLIQUE AQUI!