30 de junho de 2014

Famosos prestigiam aniversário de esposa de Faustão - 1 (© Marcos Ribas e Manuela Scarpa Photo Rio News)

Rodrigo Faro colocou uma peruca, blush nas bochechas, bandana e óculos escuros para encarnar o roqueiro Axl Rose

0

2 de maio de 2014


Rodrigo Faro vive cercado por mulheres em casa. Casado com a apresentadora Vera Viel, Rodrigo é pai de Clara, Maria e Helena. Em entrevista à revista 'Caras' ele contou: 'É a melhor coisa do mundo. Na maioria das vezes, sou o servo delas, mas também sou o rei, todas cuidam de mim'

Rodrigo Faro vive cercado por mulheres em casa. Casado com a apresentadora Vera Viel, Rodrigo é pai de Clara, Maria e Helena. Em entrevista à revista 'Caras' ele contou: 'É a melhor coisa do mundo. Na maioria das vezes, sou o servo delas, mas também sou o rei, todas cuidam de mim'

Rodrigo Faro está vivendo um momento especial em sua carreira. Após trocar o sábado pelo domingo à frente do programa "O Melhor do Brasil" e concorrer diretamente com nomes como Silvio Santos e Faustão, o apresentador reformulou o seu programa e o batizou como "A Hora do Faro", que entrou no ar no último domingo. Em entrevista à revista "Caras" Rodrigo Faro comentou: "Estar no domingo é a realização do sonho da minha vida profissional. Isso somado ao carinho dos brasileiros".

Mas com a agenda tão atribulada e uma rotina desgastante, que incluiu preocupações constantes com a audiência da atração – que já ocupa a vice-liderança no horário –, Faro encontra conforto em sua casa, em São Paulo, ao lado das quatro mulheres de sua vida: a apresentadora Vera Viel, e as filhas Clara, Maria e Helena, de 8, 5 e 1 ano respectivamente.

"A presença delas é fundamental. Minha ida para o domingo foi um momento de muito estresse, eu não dormia, não comia direito... Elas ajudaram no meu descanso, alegria e tranquilidade", confirmou o apresentador.

E engana-se quem pensa que Rodrigo Faro tem conflitos constantes por conviver apenas com mulheres. "É a melhor coisa do mundo. Na maioria das vezes, sou o servo delas, mas também sou o rei, todas cuidam de mim. Acho que não saberia ser pai de meninos, fiquei muito dentro do universo feminino", garantiu.

De acordo com Faro, apesar de ser uma celebridade nas ruas, dentro de casa procura ser o mais normal possível: "Meu grande desafio é administrar o tempo. Minha maior preocupação é ser um pai presente. Não cogito ficar mais que dois dias sem vê-las. Se chego em casa cedo, ajudo na lição de casa, dou banho, seco o cabelo, boto o pijama, conto história... Vida de pai normal. Em casa não sou o artista!".

0

Rodrigo Faro descarta volta à novela e quer continuar na carreira de apresentador

Rodrigo Faro está focado na carreira de apresentador e sequer pensa em voltar a atuar. Em entrevista ao jornal "Diário de S. Paulo" nesta quinta-feira (1), Faro que acaba de estrear à frente do seu segundo programa na Record, conta que vai invesitr em sua nova função na TV.

"Não tenho saudade alguma", disse sobre um possível retorno às novelas. "Se tiver uma participação ou outra, tudo bem, mas meu foco agora é crescer como comunicador", garantiu.

O espaço conquistado desde que apareceu no comando do "Melhor do Brasil", programa que foi substituído pela atração "A Hora do Faro", na Record, já rendeu comparações a ícones da TV como Silvio Santos. "É o maior elogio que eu posso receber. Quando escuto isso, acho que é mais pelo carinho do público e pela rapidez com que as coisas aconteceram na minha vida. Silvio é inigualável. Se eu conseguir fazer 10% do que ele fez, serei o cara mais realizado do mundo", conta.

Rodrigo Faro estreou recentemente à frente do programa "A Hora do Faro", um investimento da Record que passou a exibir a atração aos domingos em um formato mais sofisticado mas não menos popularesco.

O programa que disputa audiência com a Silvio Santos e Faustão garantiu o segundo lugar no ibope no primeiro dia em que foi ao ar (27 de abril), ficando atrás apenas da Rede Globo. Antes da carreira de apresentador, o marido de Vera Viel com quem tem três filhas, atuou em dez novelas e gravou três Cds.

0

20 de abril de 2014

 

Chega ao fim neste domingo (20), em edição que será iniciada às 15h15 e se estenderá até as 19h, "O Melhor do Brasil". A atração deixa a grade da Record após quase nove anos no ar.

A partir do próximo domingo (26), o programa de Rodrigo Faro cederá espaço ao novo "Hora do Faro", que apesar de manter o mesmo formato de auditório, será totalmente reformulado. Quadros internacionais, gravações em três locais distintos (os estúdios da Barra Funda, os da produtora Quanta e o polo de Paulínia, no interior de São Paulo), aliados a um novo cenário serão algumas das novidades que o telespectador poderá perceber a partir da semana que vem.

O nome "O Melhor do Brasil", no entanto, se despede de seus telespectadores assim que a edição deste domingo chegar ao fim. Ao todo, foram oito anos e cinco meses no ar. Este período pode ser subdividido em duas formas: a primeira entre os períodos de apresentação de Márcio Garcia, entre 2005 e 2008, e Rodrigo Faro, de 2008 e a 2014, e a segunda entre os dias de exibição (aos sábados até julho de 2013 e aos domingos de lá para cá).

Histórico:

"O Melhor do Brasil" foi criado em 2005 como parte do grande pacote de novidades que a Record implantava em sua programação. Na época, a emissora passava por uma reestruturação total, a qual acarretou na criação de vários novos programas, na extinção dos mais antigos e na reformulação profunda nos que restaram.

Márcio Garcia foi o primeiro apresentador de "O Melhor do Brasil"
Divulgação/Record

 

Com objetivo de criar uma identidade jovem, a emissora apostou em Márcio Garcia para suceder o "Programa Raul Gil". Raul, que já havia sido um dos campeões de audiência dos sábados à tarde no começo dos anos 2000, vinha perdendo força ainda que conseguisse manter a vice-liderança.

De início, "O Melhor do Brasil" derrubou os índices de Raul, porém ganhou força no decorrer dos meses.

Em 2008, no entanto, o programa passou por uma crise. Márcio Garcia anunciou que não renovaria com a Record. A emissora não aceitou elevar o salário do apresentador na proporção desejada por ele, que decidiu voltar à Globo.

 

Rodrigo Faro estreia em "O Melhor do Brasil" no ano de 2008
Divulgação/Record

 

A saída de Márcio Garcia repercutiu bastante na época em que foi anunciada, afinal a atração vinha se consolidando na vice-liderança e com bons números.

No mesmo ano, a Record anunciou que Rodrigo Faro seria o novo apresentador. Faro estava na Globo e foi contratado para apresentar o "Ídolos", reality que a emissora de Edir Macedo recém havia conquistado do SBT. Com a saída de Márcio Garcia, coube a Faro acumular os dois projetos.
Leonor Correa se manteve na direção e teve a responsabilidade de reformular o programa para Rodrigo Faro. Os índices cresceram e Faro rapidamente teve sua identidade aliada ao programa.

Em 2009, no entanto, mais uma baixa se abateu no programa. Após a Record contratar Gugu Liberato do SBT, uma série de desfalques foram feitos por Silvio Santos. Roberto Cabrini, Tiago Santiago, Eliana, Paulo Franco e Richard Rasmussen foram alguns dos que trocaram de canal. Eliana convidou Leonor Correa, que aceitou a proposta.

A Record, por sua vez, convocou Rita Fonseca, então diretora do "Programa da Tarde", para a direção. Os quadros foram mantidos e otimizados. O "Vai dar Namoro", por exemplo, contou com o reforço do "Dança Gatinho", que consistia nas performances de Faro a cantores famosos. A audiência foi alavancada e Faro chegou a ter picos próximos da casa de 20 pontos, o que garantia uma aproximação inédita aos números do "Jornal Nacional" e da novela "Passione". As médias, então na casa dos 7 pontos, subiram para 10.

 

"Dança Gatinho": quadro foi um dos maiores sucessos da história de "O Melhor do Brasil"
Divulgação/Record

 

Entre 2010 e 2013, "O Melhor do Brasil" perdeu audiência, embora continuasse com prestígio comercial. Seus intervalos comerciais se mantinham recheados de anunciantes e seu custo de produção seguia relativamente baixo para os padrões da Record.

No mês de junho, com a saída de Gugu Liberato dos domingos, a Record promoveu  "O Melhor do Brasil". A atração passou a disputar com Eliana, que vinha impondo sucessivas derrotas ao "Programa do Gugu".

"O Melhor do Brasil" não conseguiu frear Eliana, embora seus índices tivessem crescido de algumas semanas para cá graças ao impulso do "Domingo Show", de Geraldo Luís. A diretora Rita Fonseca deixou o posto após cinco anos e recebeu a missão de implantar o "Programa da Sabrina". Para o seu lugar, foi escalado Ignácio Coqueiro, então locado na dramaturgia da Record e responsável pela direção de folhetins como "Poder Paraelo" e "Máscaras".

Durante estes últimos meses, várias novidades foram inseridas mas não havia reações significativas nos números da atração, que teve seu fim decretado para ceder espaço a uma totalmente reformulada.

 

Rodrigo Faro apresenta "Hora da Virada": quadro foi um dos reforços de "O Melhor do Brasil" em sua mudança para os domingos
Divulgação/Record

 

Em paralelo às edições finais do programa, Ignácio e sua equipe preparavam o novo "Hora do Faro", que estreia na semana que vem. Tanto o horário de exibição como a duração do programa serão mantidos.
 

0

24 de março de 2014


RODRIGO FARO POSOU PARA AS LENTES DE MARIE CLAIRE (Foto: FOTOS: DARYAN DORNELLES E GABRIEL RINALDI)

Em tempos nos quais a violência contra a mulher não sai das manchetes, é bom ver um homem se posicionar a favor de todo e qualquer direito feminino. Se ele for uma personalidade pública, pop o suficiente para influenciar o outro, melhor ainda. A pessoa em questão é Rodrigo Faro, um dos convidados para a reportagem "Machismo, não", publicada por Marie Claire na edição deste mês (ainda nas bancas). Para o site ele falou mais, e com exclusividade, sobre a relação que tem com as mulheres de sua vida - Vera Viel, e as filhas Clara, Maria e Helena: "Sou um cara totalmente feminista".

Marie Claire: O fato de ter três filhas e praticamente viver só entre mulheres fez você ficar com um olhar mais feminino, mais feminista, para os acontecimentos à sua volta?
Rodrigo Faro:
Vivo cercado de mulheres por todos os lados. Em casa, tenho a Vera e as meninas. No trabalho, sou dirigido por uma mulher. Fora minha mãe, que é a mulher mais forte que eu já conheci. Perdi meu pai muito cedo, aos 13 anos, não tive referência paterna. O olhar de mundo que tive, os primeiros papos sobre dinheiro, sobre sexo, sobre maneira de levar a vida foram da minha mãe e da minha avó. E quando você aprende a encarar tudo com o olhar feminino, você vê tudo com muito mais cores. O universa masculino é muito simples. É vencer na vida, curtir com os amigos, jogar um futebolzinho, tomar uma cerveja e formar uma família. É isso, você resumiu a vida do homem. A mulher tem milhões de nuances, a ótica feminina do mundo é muito mais poética, muito mais interessante.

MC: Então, podemos dizer que você é feminista?
RF:
Sou um cara totalmente feminista. Sou apaixonado pelas minhas mulheres. Como pai de três, defenderei para sempre a igualdade entre os sexos, para que elas vivam em um mundo melhor e tenham tantas oportunidades quanto os homens.

MC: Como é o pai Rodrigo Faro?
RF:
Sou o pai mais presente e protetor que existe. Converso sobre tudo, não escondo nada das minhas filhas. Tento ser o melhor que eu posso para que elas se tornem adultas legais, bondosas, que tomem suas decisões baseadas no amor. Procuro passar o ideal do amor, para que elas possam compartilhar isso. Faço tudo: brinco de boneca, de casinha, sou cobaia para elas me maquiarem, jogo futebol, escorrego no tobogã, empino pipa, jogo vôlei, nado. Infância não tem sexo, não tem essa de brincadeira de menino e brincadeira de menina.

RODRIGO COM AS FILHAS E A MULHER EM VÁRIOS MOMENTOS COMPARTILHADOS VIA REDE SOCIAL (Foto: REPRODUÇÃO INSTAGRAM )

MC: Sua mulher é muito bonita e vista como ícone de boa forma. Você faz o tipo desencanado ou costuma ficar de olho em tudo que a Vera Viel faz?
RF:
Tenho um ciúme normal, aquele saudável para a relação. A Vera obviamente é daquelas mulheres que chega nos lugares e atrai todos os olhares para ela, então eu não tenho nem como impedir isso. Não sou e nem posso ser um cara possessivo.

MC: Como você e a Vera controlam o que vai para as redes sociais? Vocês são um casal que publica fotos de instagram e sempre mostram a família. Qual é seu limite?
RF:
A Clarinha, minha filha, também tem uma conta no Instagram. Mas elas sabem de tudo, explico que a internet é uma terra de ninguém, cheio de gente boa, mas que tem muita gente ruim também. Tudo o que elas postam eu ou a Vera temos que ver antes. E eu sempre olho quem comenta, quem curte, está passando pelas contas delas. Isso eu mantenho sob muito controle.

0

10 de janeiro de 2014



O ator e apresentador da Record, Rodrigo Faro (40), tinha uma vida amorosa bem agitada antes de sossegar de se casar.

Para se ter uma ideia do quanto era agitada a vida amorosa de Rodrigo, ele revelou em entrevista à "Playboy": "Minha caderneta de mulheres tinha mais de mil nomes".

O apresentador da Record se casou em 2003 com Vera Viel (28), com quem iniciou relacionamento ainda em 1997.

Atualmente o casal tem três filhas, as meninas Clara, Maria e Helena.
0

9 de janeiro de 2014



O apresentador Rodrigo Faro levou o conde milionário Chiquinho Scarpa para conhecer a favela de Paraisópolis, a segunda maior de São Paulo, na zona sul da cidade.

Na visita, que aconteceu no dia 6 de dezembro e vai ao ar neste domingo (12) no programa O Melhor do Brasil, da Record, Scarpa é apresentado a Berbela, um artista plástico da região que transforma restos de sucata em réplicas de animais, plantas e personagens.

 Faro e o conde também visitaram um castelo de pedra feito pelo artista plástico Estevão Conceição, considerado o Gaudí brasileiro, fazendo referência ao arquiteto catalão morto em 1926. No dia 13 de outubro, Faro levou Roberto Justus a Paraisópolis.
0